quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008








Em teus lábios

Molhados

Afogo minh'alma sedenta


Teu corpo

Convida ao mergulho

no teu abismo


Fruta entreaberta

Donde o sol se propaga

E alimenta.


Revolvemos bocas e línguas

Entre o céu e o mundo

Galopamos o desejo.

Vilemar Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário