terça-feira, 30 de setembro de 2008


Enquanto a lua vivifica águas
Nomeamos flores
Seres dançam
Vibram cores

No cosmo caos
Onde o silencio mora
A liberdade se faz
Entre um e outro piscar cósmico

A paz ressoa
O sol dinamiza o sangue
O Espírito muda onde sopra
E por isso eu canto

4 comentários:

  1. Que imagens, Vilemar! Amei!
    Cante, porque se a energia cósmica te deu voz e tudo isso que descreves, é para catares!

    Beijos, meu amigo @>--

    ResponderExcluir
  2. O Bar do Ossian agradece o apoio.
    Bem-vindo!

    Abraço lusitano!

    ResponderExcluir
  3. Sim, tem motivos de cantar!
    Sentindo essa energia que lhe encerra num todo, tem sim...
    Pura vida.
    Abraços
    Verônica

    ResponderExcluir