domingo, 25 de julho de 2010

Escritor

Pelo dia que te comemoram escritor
Todos os párias do mundo
Todos os sábios surdos cegos mudos
Todos os pintores e escultores
Saúdam-te


Pelo dia que te dedicam escritor
Saúdam-te os que por ti são descritos
As aves, as flores, os velhos, as moças
o riso e a dor, a melodia e as crianças
Os céus os mares o verbo e a terra


Por teu dia és homenageado
Entre os incomodados dissecados construídos,
Pelos conformados e transgressores
Pelos inquietos incompreendidos
Estarás sendo aclamado


Por ti escritor o pensamento sobrevive
A emoção vinga, os contrastes se revelam
A rebeldia e os anseios de humanismo
Os sonhos e o acordar
Tomam autenticidades.


Vate prosador romancero literato
Porque tuas frases e pensares nos indagam
Tocam-nos a pele e a alma, revoltam e nos revolvem
Porque tua prosa poesia aprisiona e libertam
Fazendo nos sentir parte do ato da criação

Saúdam – te os cidadãos do mundo
E toda a história literária universal.

Vilemar F. Costa - 25.07.2010
Dia do escritor

Um comentário: