domingo, 5 de setembro de 2010

SETEMBRO

Em setembro
Verdes folhas amarelas flores
Frutos doces
Incendeiam
Nossa realidade mundana
Sob uma aragem fria que sopra
De um ponto
a outra ponta
Sob um sol árido vermelho
No branco do olho
No azulado céu
No mundo seco e decadente
Em que tudo é disfarce
É setembro
E não sei se o poema
Canta para dentro ou
Para fora
Vilemar F. Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário